Por que um e-commerce não vende? 9 motivos que podem impactar

Por que um e-commerce não vende? 9 motivos que podem impactar

Você acha que já fez tudo direitinho, criou um e-commerce bacana, divulgou para o público, e mesmo assim o seu e-commerce não vende? Isso acontece bastante com as lojas virtuais.

Mas não basta colocar o negócio na internet, inserir o link no seu cartão de visitas e esperar os clientes chegarem. O sucesso das vendas na internet depende de muitos detalhes, que vão desde o planejamento do e-commerce até a estratégia de fidelização dos clientes.

Então, vamos analisar agora o que pode estar prejudicando as vendas do seu negócio. Estes problemas são comuns a vários lojistas, mas muitas vezes podem ser resolvidos com soluções simples. Veja se você se identifica com alguns deles:

1. Competir com os gigantes do e-commerce

Um dos principais motivos para o insucesso de um e-commerce que não vende é olhar apenas para os grandes.

Empresas já consolidadas, que muitas vezes também têm operações bem-sucedidas offline, não são um bom parâmetro para quem está entrando nesse mundo. Elas podem operar com margens baixas e promoções constantes.

Porém, quem está começando ainda não tem volume de vendas e pode se perder nas contas quando oferece frete grátis desenfreadamente, por exemplo. Então, o ideal é focar em segmentos nos quais você possa se especializar e cobrar preços adequados, que deem sustentabilidade para o negócio.

2. Vender para todo mundo

Para competir com os grandes, muitos e-commerces também tentam vender para todos os públicos. Assim, eles adotam um mix de produtos com uma variedade enorme.

Porém, as operações ainda não dão conta de gerenciar um estoque tão amplo, nem a empresa tem conhecimento especializado para vender produtos tão diversos. O que acaba acontecendo é que o público se sente mal atendido e não se identifica com a marca.

Portanto, mais uma vez, a melhor ideia é focar em um segmento (ou mais de um), com um mix de produtos mais enxuto e mais fácil de administrar. Depois de conquistar um bom volume de clientes e consolidar sua experiência, é possível pensar em ampliar as operações.

3. Gerar tráfego desinteressado

Um dos grandes desafios de um e-commerce é gerar tráfego. Mas, com uma boa divulgação nos canais do marketing digital, é possível atrair bastante gente. Se você faz isso, mas o seu e-commerce não vende, o problema pode não estar na quantidade, mas na qualidade dos visitantes.

Não adianta gerar bastante tráfego se as pessoas não estão interessadas nos seus produtos. Isso pode ser sinal de que você está usando os canais errados ou atingindo um público muito amplo.

Então, conheça melhor os seus clientes e determine o perfil de pessoas que você quer atingir. É esse foco, então, que você deve adotar para escolher os canais de marketing digital, segmentar anúncios e criar conteúdos.

4. Não prestar atenção nos canais de atendimento

Não é porque as vendas no e-commerce se tornam automatizadas que o atendimento humano perde importância. Pelo contrário: quanto mais atenção você der às dúvidas e necessidades do cliente, mais ele terá confiança para comprar na sua loja virtual. Essa humanização é essencial.

Mas muitas lojas ignoram isso e não disponibilizam canais de atendimento. Ou, quando oferecem, demoram dias para responder ou não solucionam o que o cliente precisa. Assim, infelizmente, o seu e-commerce não vende! O cliente precisa se sentir bem atendido para comprar (e voltar a comprar) na sua loja virtual.

5. Criar páginas de produtos incompletas

Não é raro encontrar páginas de produtos com pouquíssimas informações, apenas uma foto desfocada do produto e a descrição padrão enviada pelo fornecedor.

Porém, sem poder experimentar os produtos ou falar pessoalmente com um atendente, os consumidores podem se sentir inseguros para comprar. Então, eles precisam se nutrir do máximo de informações para ter mais confiança e consciência na compra.

Portanto, capriche nas páginas de produtos. Crie uma descrição completa e original, explore várias fotos do produtos, utilize vídeos de demonstração, insira depoimentos de clientes. Tudo isso facilita a tomada de decisão dos usuários.

6. Oferecer navegação e checkout confusos

Em muitos casos, o e-commerce não vende porque os visitantes se sentem perdidos. Com uma navegação confusa, pode ser que esses usuários não encontrem o que desejam. Se encontrarem, eles podem abandonar a compra se o processo de checkout for muito complexo.

Então, facilite a vida do usuário com uma boa arquitetura de informação e usabilidade no site. Organização visual, menus intuitivos (com foco nos itens mais procurados), ferramentas inteligentes de busca, formulários enxutos e botões funcionais vão ajudar os seus clientes a finalizar a compra.

7. Esquecer o cliente depois que ele compra

Vender é bom, mas vender de novo para um cliente é melhor ainda. Então, se o seu e-commerce não vende, olhe com atenção para quem já comprou com você. Essas pessoas já confiaram na sua loja, então costuma ser mais fácil atraí-las novamente.

Muitas lojas virtuais descuidam do pós-compra e esquecem dos seus clientes. Porém, se mantivessem o contato (por e-mail ou WhatsApp, por exemplo) e oferecessem ofertas personalizadas conforme o histórico de compras, poderiam aproveitar uma grande oportunidade de vender mais.

8. Contratar empresas terceirizadas que não estão engajadas com o seu negócio

Muitas vezes o e-commerce não vende porque as lojas confiam suas estratégias a empresas que não estão comprometidas com o negócio.

Algumas empresas de criação de sites, marketing digital, hospedagem ou plataforma de e-commerce, por exemplo, querem apenas entregar seu serviço. Porém, você precisa muito mais que isso.

Você precisa de um parceiro que entenda as suas dores e necessidades e que esteja engajado com os resultados do seu negócio. Então, analise se esse pode ser o seu problema e procure empresas confiáveis e comprometidas.

9. Escolher uma plataforma de e-commerce ineficiente

A plataforma de e-commerce é determinante para o sucesso de um e-commerce. Quando ela não oferece a estrutura que você precisa para atender as demandas da sua loja virtual, o resultado pode ser o fracasso das vendas.

Então, se o seu e-commerce não vende, olhe também para a sua plataforma de e-commerce. Você precisa de uma solução eficiente, que ofereça a melhor experiência aos seus clientes e facilite a gestão da sua loja, além de uma equipe que dê todo o suporte desde os primeiros passos. Se você precisa de um parceiro para isso, o Idcommerce pode ajudar o seu negócio.

Então, você se identificou com os erros e problemas que mostramos nesse artigo? Para corrigi-los, perceba que não é preciso fazer uma revolução no negócio. Com alguns ajustes nas estratégias e operações, é possível melhorar os resultados de um e-commerce que não vende.

Agora, deixe um comentário abaixo. Você já enfrenta algum desses problemas? Já superou algum deles? Quais resultados teve? Queremos saber a sua experiência!

Leave a reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>