Por que não devo ignorar a segmentação de marketing nas vendas online?

Por que não devo ignorar a segmentação de marketing nas vendas online?

Se perguntarmos a um grupo de empreendedores quais são suas metas para os próximos meses, certamente, grande parte deles dirá: vender mais. O que muitos ainda não sabem é como atingir esse objetivo.

Alguns pensarão: “preciso conquistar mais clientes”. E eles não estão errados. A questão é que simplesmente aumentar seu volume de leads não é uma garantia imediata de mais vendas.

O que o empresário precisa, de fato, é de leads qualificados, isto é, pessoas que estão realmente interessadas em adquirir o seu produto ou serviço. E o caminho para chegar até essas pessoas é trabalhar com a segmentação de marketing.

Segmentação de marketing, nada mais é do que dividir sua base de consumidores em grupos menores, que reúnem características e interesses semelhantes. Assim, quando for desenvolver suas campanhas, você vai lidar com um perfil específico e terá muito mais facilidade em enviar a mensagem certa para a pessoa certa.

Veja a seguir quais são os benefícios da segmentação de marketing e como colocá-la em prática.

Quais são os benefícios da segmentação

Alcançar o nicho adequado

De nada adianta oferecer um produto ou serviço a alguém que não está interessado, não é verdade? Infelizmente, muitas empresas ainda insistem em uma abordagem massiva, em que todos recebem as mesmas mensagens, de forma horizontal.

Além de nada estratégico, tratar todos os seus clientes como se fossem um só dificulta a criação de empatia.

Por isso, é essencial falar com o nicho adequado, de forma personalizada. Cada grupo de clientes tem suas próprias necessidades e desejos e a segmentação de marketing lhe possibilita criar soluções distintas para cada um deles, com o mix de produtos que você tem a oferecer.

Otimizar custos e ROI

Além de permitir que você desenvolva campanhas mais assertivas, a segmentação de marketing também garante que você economize esforços, recursos e tempo.

Pense que, trabalhando de forma direcionada, você terá economia em custos com marketing, o que envolve mão de obra, impressão de material, confecção de peças publicitárias, entre muitos outros itens.

Com isso, vem a otimização do ROI, que é o retorno do investimento. Ou seja, você não precisará mais gastar tanto para obter bons resultados e o que for investido terá mais chances de gerar um impacto financeiro positivo.

Impulsionar a sua marca

Aplicando seus recursos de forma estratégica, você passa a resolver problemas individuais, o que contribui para o aperfeiçoamento de relacionamentos e o fortalecimento de sua marca.

Em outras palavras, o cliente vai entender que a sua empresa não trabalha na linha do “custe o que custar” para vender. Em vez disso, ela se dedica a entender o que o consumidor precisa, para atendê-lo da melhor forma possível.

Essa é uma poderosa ferramenta de engajamento, por meio da qual o cliente ganha admiração pela sua marca e, não só vai comprar com você, como também indicar sua empresa para amigos e parentes. E é nesse estágio que toda empresa deve almejar chegar: aquele em que o seu nome se torna uma referência.

Criar o efeito Wow

Vivemos em uma época de pessoas imediatistas, conectadas e cada vez mais exigentes em termos de atendimento. São clientes que não ficarão felizes em ver suas caixas de e-mail abarrotadas com mensagens que não são do seu interesse e não vão se impressionar com experiências medianas de compra.

Dessa forma, é fundamental saber trabalhar para esse público, surpreendendo-o com conteúdos e ofertas que são realmente relevantes para ele. Algo que saia do plano comum e mostre que você compreende suas dores e não só pode saná-las, como também oferecer o quê a mais.

Expandir sua atuação

A partir do momento em que você identifica as necessidades de um segmento de clientes, abre-se uma nova oportunidade: a de criar soluções para grupos que, normalmente, não comprariam seu produto ou serviço.

É uma questão de ajustar e contextualizar o que você tem a oferecer, mostrando para um target específico que aquilo também lhe pode ser útil, ou, até mesmo, indispensável.

Além disso, a segmentação possibilita ao empreendedor trabalhar com os clientes já habituais, apresentando-lhes novas versões ou atualizações de produtos ou serviços que eles já consomem.

Como criar a segmentação de marketing

Acredito que, a essa altura, você já tenha se convencido dos benefícios de trabalhar com a segmentação de marketing, não é verdade?

Entra agora a segunda parte, não menos importante, que é como fazê-la. Para isso, vamos listar algumas etapas, que vão te ensinar a estruturá-la da maneira correta.

Conheça a si próprio

Antes de partir para a maratona de captar, nutrir e converter leads, você precisa ter um amplo diagnóstico da sua empresa, identificando quem você é, para quem você pretende vender, qual é o seu mercado, quais são suas possibilidades e limitações e os problemas que seu produto ou serviço pode sanar. Acredite: é uma análise crucial, que vai te ajudar muito no futuro.

Conheça o seu cliente

Todo empreendedor precisa investir em uma boa pesquisa de mercado, que vai te mostrar alguns pontos-chave para a definição de seus clientes. É preciso encontrar consumidores que são relevantes para a sua empresa, em um número que esteja de acordo com a sua capacidade produtiva e com a sua situação financeira e, também, que sejam acessíveis. Isto é, que podem ser alcançados por sua marca e suas ações de marketing.

Analise o mercado

O empresário também precisa fazer uma bela análise de mercado, o que vai envolver o benchmarketing, um processo de comparação com práticas empresariais, serviços e produtos da sua concorrência, e também a análise SWOT, mais conhecida em português como FOFA, pois reúne forças, oportunidades, fraquezas e ameaças para o seu negócio.

Crie personas

Persona é a representação do que seria o seu cliente ideal. Criá-la, muito embora possa parecer estranho, é saudável e bastante útil. Portanto, imagine aquela pessoa que efetivamente compraria o seu produto, considerando características físicas, psicológicas, seu nível de escolarização, o tipo de informações que ela consome, seus hábitos e hobbies. Defina um nome, idade e até rosto para ela e depois encerre o exercício pensando em como você pode ajudá-la. Para um trabalho mais completo, crie mais de uma persona, seguindo as mesmas diretrizes.

Segmente seu público

A segmentação de público pode ser feita de maneiras diferentes. Vamos às definições dos tipos:

Segmentação geográfica

É separar seus clientes por país, estado, cidade e até mesmo bairro, o que te permite saber onde eles estão e utilizar artifícios, como adequar preços aos valores praticados no mercado local.

Segmentação psicográfica

Lida com o emocional das pessoas. Por meio dela, você vai entender quais são os hábitos, valores, atitudes, opiniões e estilo de vida do seu grupo, o que certamente vai ajudar na hora de convencê-lo a escolher a sua marca.

Segmentação comportamental

Analisa a relação que o cliente tem com a sua marca, apontando quando, como e onde eles consomem o que você vende. Muito útil para adequações, melhorias e para a prospecção de expansões.

Posicione sua marca e monitore seu desempenho

Tendo o seu público devidamente segmentado, é o momento de se dedicar ao posicionamento da sua empresa, o que representa o espaço que você terá junto ao mercado no qual atua.

É preciso buscar um lugar de destaque, fazendo com que a sua empresa brilhe perante as concorrentes e seja a primeira escolha do seu público-alvo.

Adicionalmente, é necessário manter um monitoramento preciso sobre seu desempenho e nunca ter medo de fazer ajustes, quando necessário. Afinal, ninguém nasce sabendo tudo e há sempre tempo para se reinventar.

Como apresentamos aqui, a segmentação de marketing é uma tática que pode te ajudar a criar os fluxos corretos de nutrição dos seus leads, conduzindo-os de forma orgânica para a decisão de compra.

Definindo bem os seus objetivos e trabalhando com os leads de maneira segmentada, maiores são as chances de que você entenda os seus clientes e passe a vender mais e melhor.

Gostou do conteúdo? Ainda resta alguma dúvida? Deixe seu comentário no post!

Leave a reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>