Marketing digital para iniciantes: o que você precisa saber para adotar essa tática na sua empresa

Aprender sobre Marketing Digital é algo que requer muito estudo e tempo, ainda mais para alguém que está começando na área.

Todo dia surgem novos termos, campos de estudo e inovações que impactam no quotidiano de quem está em contato com o marketing digital, seja estudando, trabalhando ou, até mesmo, consumindo.

Por isso, desenvolvemos este post com tudo o que você precisa saber para começar nesse amplo universo.

Mas antes de qualquer coisa, temos que esclarecer um ponto inicial:

O que é Marketing Digital?

Marketing Digital é um conjunto de ações online que uma pessoa ou empresa pode executar com a finalidade de gerar novos negócios, se relacionar melhor com o seu público e fortalecer a marca.

O Marketing Digital possui vantagens em relação ao marketing offline tradicional, como a maior facilidade de mensurar resultados o que é essencial para as empresas entenderem se a sua estratégia está indo de encontro aos seus objetivos.

Embora o Marketing Digital seja algo relativamente novo, ele já existe há mais tempo.

Seu surgimento data dos anos 90, época em que a internet ainda estava na fase da Web 1.0.

Nessa época, a internet era composta por sistemas de busca e sites que não permitiam a interação entre usuários. Portanto, eles podiam encontrar o que estavam procurando, mas não podiam alterar ou acrescentar informações ao conteúdo.

As primeiras interações começaram a acontecer com o surgimento dos primeiros anúncios clicáveis em meados dos anos 90 até que nos anos 2000 o Marketing Digital tomou um formato similar ao que conhecemos hoje, pois foi a chegada da Web 2.0.

Nessa época a comunicação se tornou mais expansiva: todos passaram ser também produtores de conteúdo com espaço e importância que, antes, só as grandes empresas e portais de mídia tinham.

Isso fez com que o Marketing Digital se tornasse realmente ativo a ponto de empresas e clientes interagirem entre si. Além disso, os meios digitais podem entregar a mensagem certa para o público certo na hora certa.

Daí surge o inbound marketing, uma forma de conquistar o seu público sem correr atrás dele, mas fazendo com que ele o encontre.

Por que o Marketing Digital é importante?

Assim, o Marketing Digital tem crescido cada vez mais e vem sendo aplicado por muitas empresas dos mais diversos segmentos.

Uma forte razão disso é o fato das pessoas estarem cada vez mais conectadas à internet, deixando de lado os outros canais de mídia tradicionais e grande parte das empresas adotarem o processo de transformação digital. Um anúncio digital que pode ser visto a qualquer hora e qualquer momento pelo celular.

Além do mais, as pessoas podem se comunicar facilmente com as empresas por meios online. Isso vale tanto para a compra de um produto que você acaba de ver quanto para ser atendido, já que muitos canais como Facebook, Twitter e Whatsapp têm sido usados para prestar serviços de atendimento ao consumidor.

O mais legal é que, cada vez que uma pessoa interagir por meio de um canal digital, informações sobre ela podem ser obtidas. Isso ajuda a empresa a entender melhor o sua persona e fazer com que as suas ações de marketing sejam cada vez mais eficientes.

Assim, as campanhas podem ser criadas tomando como base dados em vez de suposições.

E, como tudo na internet acontece de maneira muito rápida, é possível e altamente recomendável que essas ações sejam acompanhadas periodicamente.

Esse acompanhamento não deve ser feito somente ao fim de uma campanha, mas também durante. Afinal, algumas ações podem ser adaptadas rapidamente a fim de aumentar a performance e evitar desperdício de dinheiro e tempo em algo que não está dando certo.

Conceitos fundamentais de marketing digital

O marketing digital tem vários canais que podem ser utilizados para alcançar os resultados projetados.

Listamos aqui alguns dos canais mais recorrentes em estratégias de marketing digital e que todo profissional da área deve conhecer.

Blogs

Lembra da época em que blogs nada mais eram do que diários virtuais em que as pessoas postavam sobre suas vidas pessoais? Pois é, essa época acabou.

Claro que ainda existem blogs assim, mas quando se trata de marketing digital, os blogs corporativos conquistaram um espaço considerável quando se trata de visibilidade e autoridade online.

Por esse canal uma empresa pode transformar parte de seus visitantes em possíveis clientes.

Uma pessoa que chega a um blog corporativo após fazer uma pesquisa no Google pode estar muito mais próxima de comprar o produto ou serviço da empresa.

Além disso, para criar um blog não é necessário muito recurso financeiro!

Otimização dos mecanismos de busca (SEO)

SEO é uma importante prática de marketing digital que tem como objetivo otimizar a posição de um site ou blog nos sistemas de busca como Google, Yahoo e Bing.

Um bom trabalho de SEO requer uma série de ações que começam pela otimização do seu site para que ele carregue mais rapidamente nos navegadores até a geração de conteúdos que podem trazer novos visitantes ao blog corporativo da empresa.

O SEO tem como objetivo final fazer com que um site ou blog apareça nas primeiras posições orgânicas do Google, reduzindo o investimento em mídias pagas. Por isso, ele é uma ótima maneira de conseguir visitantes para o seu site ou blog!

Uma exigência para que o SEO dê certo é focar em conteúdo de qualidade, bem como no bom uso de palavras-chave e na experiência do usuário.

Marketing dos mecanismos de busca (SEM)

SEM é a sigla de Search Engine Marketing que se refere a um conjunto de técnicas de Marketing Digital voltadas aos resultados nos buscadores.

A SERP a sigla em inglês para Search Engine Results Page, ou Páginas de Resultados dos Sistemas de Busca é composto pelos resultados orgânicos e pagos.

Por isso, as ações de SEM podem ser feitas tanto por vias orgânicas (como SEO e Marketing de Conteúdo), quanto para mídias pagas (como Google Adwords e Facebook Ads).

A Rock Content, por exemplo, tem um blog post que trouxe 2 milhões de reais organicamente!

Marketing de Conteúdo

O marketing de conteúdo é uma maneira atrair o público-alvo por meio de conteúdos relevantes e que despertem o interesse das pessoas, aumentando, assim, as chances de captar prospectos e clientes.

Essa tática é muito valiosa para uma empresa, pois trabalha diretamente pensando no funil de vendas, que é composto por três principais etapas:

  • Topo do funil: momento em que a pessoa está com um problema que quer resolver.
  • Meio do funil: neste estágio a pessoa passa a procurar possíveis soluções para esse problema.
  • Fundo do funil: aqui, finalmente, ela encontra a empresa cujo produto ou serviço pode trazer a solução que tanto procurava.

Essa jornada deve estar de acordo com a persona da empresa, que é o consumidor ideal da empresa.

Como o principal canal do marketing de conteúdo são os blogs, é possível produzir conteúdos orientados para cada uma das etapas, visando solucionar o problema da persona. Os conteúdos costumam seguir essa lógica:

  • Topo do funil: esse tipo de conteúdo tem como ponto de partida a dor da persona. Aqui, os conteúdos focam em temas mais gerais e palavras-chaves abrangentes, visando a atração.
  • Meio do funil: os conteúdos ganham uma outra pegada, dando alternativas e dicas para que a persona solucione seus problemas. Os temas passam a ser mais pontuais e as palavras-chaves, mais específicas.
  • Fundo do funil: essa é a única etapa em que os conteúdos abordam diretamente a empresa, produtos e serviços, já que é nesse ponto que os usuários estão prontos para a compra. Assim termina a jornada do cliente por meio do Marketing de Conteúdo.

Assim, fica claro que Marketing de Conteúdo não se resume a redigir artigos num blog e ponto final, e sim estrategicamente atrair a persona por meio do blog e gerar resultados.

Redes sociais

Marketing nas Mídias Sociais é voltado para o uso de redes sociais a fim de promover produtos e serviços de uma empresa.

O objetivo aqui não é apenas divulgar produtos e serviços e sim gerar um maior engajamento com o público por meio de compartilhamentos, comentários, curtidas etc.

Afinal, redes sociais não são canais de venda e sim de engajamento. Por essa razão os posts devem seguir a regra 80/20, isto é, 80% do conteúdo deve ser voltado à assuntos que interessem ao público e 20% à promoção dos produtos e serviços da empresa.

Porém, para a estratégia ter eficácia, é preciso saber em quais redes sociais o seu público está inserido.

A partir daí, as estratégias nas redes sociais podem ser montadas e acompanhadas.

Elas devem ter objetivos e um acompanhamento constante para ter certeza de que os resultado estão indo de encontro ao objetivo da empresa.

Mídia Paga

Quando falamos de mídias pagas, nos referimos aos canais em que uma pessoa ou empresa precisa pagar para aparecer entre os resultafdos de um determinado canal. Os mais conhecidos são o Google Adwords e Facebook Ads.

O Google Adwords oferece espaço para links patrocinados, ou seja, anúncios que aparecem na parte superior das buscas toda vez que um usuário faz uma pesquisa específica por algum termo ou palavra-chave.

Por exemplo: vamos supor que alguém faça a pesquisa pelo termo “Marketing Digital”.

Abaixo da barra de busca, essa pessoa irá encontrar os resultados referentes aos links patrocinados do Google Adwords referentes àqueles que estão pagando para aparecer toda vez que alguém faz essa busca específica. Após esses anúncios, começam os resultados orgânicos que estão ali pela excelente performance de SEO.

Já no Facebook Ads os anúncios são vinculados ao próprio Facebook e podem ser planejados de várias maneiras, com diversos objetivos e fazendo diferentes tipos de segmentação de acordo com esses objetivos.​

Marketing de Afiliados

Alguma vez você viu um blogueiro lhe dizer o quão bom um produto é a ponto de que você deveria usar também?

É comum que pessoas conhecidas na internet passem essas dicas seguidas de um link em que você clica para comprar o produto anunciado.

Ao mesmo tempo em que você se contenta por ter comprado algo que o seu vloger favorito indicou, ele também se contenta por ter ganhado uma graninha em cima da sua compra. Sim, é isso mesmo. O nome desse trâmite é Marketing de Afiliados.

Invertamos os papéis para o conceito ficar mais claro. Suponhamos que você tenha um blog que recebe um milhão de visitantes únicos por mês e que, agora, queira obter alguma monetização sobre esse tráfego..

Uma das formas é fazer Marketing de Afiliados, isto é, oferecer produtos que possam auxiliá-los.

Email Marketing

É comum ouvirmos, hoje em dia, que o Email Marketing está morto. Mas isso não é verdade! Muitas pessoas usam email, inclusive a maioria dos adultos online.

O email marketing é uma ótima forma de criar um relacionamento mais próximo com clientes, potenciais clientes e usuários em geral que deram algumas informações.

Ele pode ser um canal usado para divulgar conteúdos, ofertas, enviar newsletters, ou seja, oferecer conteúdo de valor para quem está em contato com uma empresa.

Inbound Sales

Sábado de manhã, 09 horas aproximadamente, você está dormindo e o telefone fixo toca. Você atende e descobre se tratar de um atendente que quer oferecer um cartão de crédito no qual você não tem o menor interesse em comprar.

Como você se sente após receber um telefonema como esse? Irritado, no mínimo. Essa técnica se chama Telemarketing, muito usada de forma efetiva há alguns anos. Porém, ninguém gosta de ser incomodado, certo?

A técnica de inbound sales funciona na direção oposta. Em vez de incomodar um potencial cliente, ela antes identifica quem tem interesse no produto para depois entrar em contato, abordando a pessoa de forma mais efetiva e que possa trazer benefícios mútuos.

 

Nessa abordagem existe um interesse genuíno em ajudar uma pessoa e não simplesmente em pegar o dinheiro dela ao contratar um plano.  

E estas foram as nossas dicas para Marketing Digital para iniciantes. Caso você queira começar a trabalhar na área, mas não saiba como, confira este nosso artigo sobre como trabalhar com Marketing Digital.

*Conteúdo produzido pela equipe da Rock Content.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: