Consultoria em e-commerce: como funciona e como ela ajuda meu negócio?

Ter um e-commerce hoje em dia é algo que certamente passa com frequência pela mente dos empreendedores. Afinal, a internet veio para mudar por completo comportamentos e hábitos de consumo e até mesmo os mais receosos estão aderindo às compras online.

Mas, quando chega a hora de montar uma loja virtual, muitos ficam apreensivos por uma série de motivos. Por vezes, acreditam que é preciso ter um amplo domínio de informática para conseguirem concretizar a empreitada. Em outros momentos, pensam que o processo de implantação de um e-commerce é algo muito complexo e que somente grandes empresas serão capazes de executar a façanha.

empresários tirando dúvidas através de uma consultoria em e-commerce

O que temos a dizer é: nenhuma das afirmações acima é verdadeira. É certo que implantar e administrar uma loja virtual envolve uma série de definições e estratégias, porém, hoje em dia, existem profissionais especializados no mercado que podem auxiliar muito nesse processo, do início ao fim.

Por isso, não tenha medo de tentar. Uma alternativa muito válida e recomendável para quem vive um momento assim é contratar uma consultoria em e-commerce. Composta por profissionais competentes, que sabem o que estão fazendo, ela ajudará o empreendedor a atingir os seus objetivos de forma certeira e rápida, além de poupá-lo de muita dor de cabeça.

Entenda abaixo em quais aspectos exatamente uma consultoria em e-commerce pode te ajudar.

Quem é o seu cliente

“The most important thing to remember is you must know your audience” é uma frase muito famosa, assinada por Lewis Howes e que se tornou um verdadeiro mantra para empresários, homens e mulheres de negócios mundo afora. Traduzida ao pé da letra, ela significa “a coisa mais importante a se lembrar é que você deve conhecer o seu público”. De fato, essa é uma etapa crucial.

Conhecer seu público-alvo pode parecer algo simples e primário quando se pensa no modelo tradicional de uma loja. Mas a verdade é que muita gente trabalha diariamente sem ter a compreensão plena de quem é o seu público.

Em se tratando de um e-commerce, a tarefa ganha novos contornos e, sobretudo, novas ferramentas. Afinal, você não olha nos olhos do seu consumidor, não dá bom dia, nem fala sobre o tempo. Você vai conhecer o seu cliente a partir de uma série de informações, que ele mesmo vai te disponibilizar e tantas outras que você terá de buscar por si próprio.

Análise de ambiente

A análise de ambiente também é parte fundamental do planejamento para a criação ou otimização de um e-commerce. Tão importante quanto conhecer o seu cliente é conhecer o mercado no qual você atua, quem são seus concorrentes, quais as potencialidades, desafios e tendências do seu nicho de mercado. Só assim será possível saber como se posicionar devidamente dentro do seu segmento.

Essa análise também envolve um levantamento detalhado do que é o seu e-commerce, quais produtos ele oferece e como ele opera. A partir disso, torna-se possível criar campanhas e estratégias certeiras, aliando possibilidades mercadológicas com as suas próprias possibilidades e as preferências do seu cliente.

Atendimento de qualidade

O atendimento sempre foi e continua sendo uma das ferramentas mais importantes dentro de um negócio. Com o e-commerce não é diferente. Um cliente mal atendido e insatisfeito com a experiência de compra pode ser algo muito perigoso hoje em dia, tendo em vista a existência de sites dedicados exclusivamente a receber reclamações e até mesmo as redes sociais.

Sem dúvida, a publicidade negativa pode ser uma grande vilã para o sucesso de um e-commerce, principalmente em razão do comportamento do consumidor online dos dias atuais, que costuma ler as opiniões de outros clientes antes de se decidir pela compra.

Logo, é imprescindível que o empresário saiba preparar sua equipe de atendimento, independentemente do tamanho que ela tenha, para que possa atender às necessidades do cliente, desde o primeiro contato até o pós-venda.

Cadastro de produtos

A inserção de textos, fotos e informações dos produtos relacionados em um e-commerce também é algo que precisa ser pensado e executado de forma estratégica. Além de proporcionar uma boa experiência para o seu cliente, também é preciso ter em mente a adequação de todos esses elementos ao SEO — Search Engine Optimization.

O SEO pode ser definido como um conjunto de técnicas e estratégias que vão garantir um bom ranqueamento em sites de busca, fazendo com que a informação chegue ao cliente de forma rápida e natural.

Assim, o e-commerce conseguirá convencer e agradar seus clientes, ao mesmo tempo em que tenta alcançar novos consumidores, a partir de um bom ranqueamento entre os principais sites de busca existentes, como o Google ou o Bing.

Layout do produto

Além da estratégia de ranqueamento, é preciso pensar também no layout — ou seja, na forma como os seus produtos estarão apresentados no seu e-commerce, para apreciação dos seus clientes. Obviamente, essa apresentação deve ter qualidade e enaltecer os principais atributos dos seus produtos. Para que isso aconteça, é preciso conhecer técnicas de fotografia e também de edição de imagens.

Em geral, recomenda-se fotografar cada produto por todos os ângulos possíveis e com uma máquina de qualidade, que permita alta resolução. Assim, será possível estruturar as fotos no sistema conhecido como carrossel, com opção de zoom, modelo que é amplamente praticado entre os e-commerces brasileiros hoje em dia.

Essa, contudo, é apenas uma indicação. A decisão sobre o layout dos produtos é algo que preciso ser feito sobretudo de acordo com características, potencialidades e limitações de cada e-commerce.

Gestão de cobrança

Definir a gestão de cobrança, o que basicamente significa quais formas de pagamento serão disponibilizadas pelo seu e-commerce, é um item de relevância máxima para quem administra um negócio desse segmento e deseja aumentar as vendas. Afinal, estamos falando da conclusão da compra e da conversão de lucros para o empreendedor.

Por isso, é preciso estudar bem as soluções de transações comerciais para comércio eletrônico disponíveis no mercado e adequá-las sempre à realidade do seu e-commerce. Isso pode envolver cartão de crédito, débito, boleto bancário, pagamento digital, plataformas terceirizadas e também políticas de facilitação e incentivo, como parcelamentos e descontos no pagamento à vista.

Política de frete

O frete é, sem dúvidas, um divisor de águas para o consumidor que compra na internet. Muitas vezes, um cliente desiste de uma compra simplesmente porque não considerou justa a cobrança de frete. Por isso, esse é um ponto que requer bastante atenção do responsável pelo e-commerce.

Ao pensar em frete, é preciso considerar quais valores serão aplicados, em quais regiões o seu e-commerce vai atuar, se haverá diferenciação na cobrança dependendo da região, se serão adotadas políticas de desconto e em quais situações esse abatimento será validado.

Acima de tudo, é preciso conceber algo justo e proporcional, para não prejudicar suas vendas nem registrar altas taxas de abandono de carrinho.

Logística de transporte

A logística de transporte é outro item vital  para quem está implantando ou otimizando a gestão de um e-commerce, pois ela impacta diretamente o tempo de entrega dos produtos, o que, por sua vez, é um fator-chave para o pós-venda e a fidelização do cliente. Afinal, ninguém gosta de comprar algo pela internet e receber o produto fora do prazo, ou então recebê-lo com lacre violado e avarias decorrentes de acidentes ocorridos durante o transporte.

Por isso, em se tratando de logística de transporte, é preciso investigar bem e analisar quais as melhores possibilidades, como trabalhar somente com os Correios, contratar o serviço de uma transportadora, ou ainda trabalhar com as duas opções juntas, de acordo com fatores como tipo de produto, estado e cidade de destino.

Uma excelente estratégia é fazer um mapeamento dos seus principais clientes, identificando, por exemplo, onde a maioria deles mora, para implementar uma logística de transporte que garanta satisfação e retorno ao seu e-commerce.

Uma boa consultoria em e-commerce tem amplo conhecimento sobre tudo o que esse texto abordou e ainda outros procedimentos. Da implantação da plataforma à tomada de decisões estratégicas para a garantia de um bom desempenho — definição da árvore de categorias para melhor navegação no site, cadastramento de produtos, auxílio na definição de políticas de fretes grátis, parcelamentos no cartão e descontos no boleto, entre outras —, ela é uma grande aliada do empreendedor. Um investimento que seguramente vai proporcionar o retorno desejado.

Para saber mais sobre os benefícios de uma consultoria em e-commerce, entre em contato conosco e conte com especialistas do mercado para ajudá-lo.

Uma opinião sobre “Consultoria em e-commerce: como funciona e como ela ajuda meu negócio?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: