É muito comum surgirem dúvidas sobre as diferenças entre o que é um site ou uma loja virtual. Além disso, saber em qual momento utilizar cada uma das plataformas (ou ambas) também é um dos pontos que geram dúvidas.

De fato, ambas as plataformas têm o mesmo objetivo: gerar vendas. Mas tanto o site quanto a loja virtual são utilizados em situações diferentes.

Antes de explicarmos quais são as diferenças entre site e loja virtual, precisamos conceituar o que, de fato, cada plataforma é. Continue a leitura e não deixe de conferir!

O que é um site?

Basicamente, um site é um local na Internet em que há um conjunto de páginas contendo informações sobre um determinado assunto. Portanto, os portais de notícias, as lojas virtuais, os blogs e os sites comuns de empresa são alguns exemplos.

Você deve ter percebido que a loja virtual é considerada um site, mas calma! Ela tem uma função diferente de um site para a sua empresa.

Geralmente, os websites utilizados pelas empresas ou indústrias ganham o nome de site institucional. Portanto, o site é um local que servirá para o consumidor conhecer melhor a empresa, antes mesmo de iniciar um contato para contratação de um serviço, por exemplo. Já a loja virtual terá uma função diferente do site, como explicaremos logo mais.

O que é uma loja virtual?

De uma maneira simples, uma loja virtual pode ser definida como uma ferramenta que promove a negociação de compra e venda de produtos. Com isso, é possível informar o consumidor sobre os valores e as formas de pagamento e de entrega dos produtos.

Mas você também encontrará outros termos, como o marketplace. Para melhor entendimento, uma loja virtual faz a venda dos seus próprios produtos — um exemplo é a loja da Calvin Klein —, enquanto o marketplace é uma plataforma em que uma única empresa faz a mediação entre vários outros lojistas — o Mercado Livre é um exemplo.

Dessa forma, a loja virtual tem função exclusiva de vender os produtos da sua empresa, mas as diferenças entre um site e uma loja virtual não param por aí. Continue lendo para descobrir mais.

Quais as principais diferenças entre site e loja virtual?

Agora que você entendeu o que, de fato, é um site — principalmente o conceito institucional — e o que é uma loja virtual, precisamos citar as principais diferenças entre as duas plataformas.

Site

Como dito anteriormente, o site institucional tem como função principal realizar a divulgação da empresa e ser o primeiro contato do cliente com sua marca e, com isso, é possível que sua empresa inclua algumas informações. Entenda!

História da empresa

Com ela, é possível que a organização conte aos visitantes como surgiu, quem são seus fundadores, sua visão, sua missão e os valores da marca.

O intuito é criar um laço com os consumidores, pois, como é contada a história da fundação, os usuários se aproximarão ainda mais da empresa.

Contatos

Aqui são apresentados todos os canais disponíveis para contato, como telefones, e-mails e endereços, e informado quem são os responsáveis pela empresa. Essas informações, geralmente, ficam bem destacadas e acabam transmitindo credibilidade e confiabilidade para os consumidores.

Produtos e serviços

Nessa página, são informadas as características e os benefícios que os produtos ou serviços apresentam. Com as informações dos produtos, é disponibilizado um botão para que o consumidor faça um pedido de orçamento.

Portanto, a empresa entrará em contato com o consumidor para passar todas as informações pertinentes à finalização do pedido.

Loja virtual

Antes de mostrarmos as características da loja virtual, é importante entender o que, de fato, ela é.

Uma loja virtual permite que sejam exibidos os produtos com suas respectivas descrições e preços, além de apresentar a possibilidade de se realizar o cálculo do frete de entrega e a consulta do estoque disponível. Esses processos básicos são feitos inteiramente na própria loja, ou seja, não precisa ser feito um pedido de orçamento para ter acesso a essas informações.

Entendido o conceito de loja virtual, chegou o momento de compreender suas funcionalidades. Não deixe de conferi-las!

Automatização das vendas

Como dito anteriormente, com uma loja virtual, suas vendas serão feitas de maneira totalmente automatizada, ou seja, não terá mediação de um vendedor, por exemplo.

O ganho de agilidade no processamento das compras faz com que as empresas aumentem o seu lucro e possibilita que uma grande quantidade de produtos seja vendida o mais rápido possível.

Controle de estoque e de entrega

Além da possibilidade da venda automatizada, a loja virtual permite que sua empresa faça o controle do estoque em tempo real, sem que haja necessidade de conferência manual.

Assim que é confirmada a compra, o software de gerenciamento da loja virtual efetua, de forma automática, a retirada do produto do estoque. Após, é enviada para a central de distribuição a ordem para que o produto seja separado, embalado e encaminhado para que seja feito o transporte.

Busca dos produtos por categoria

Pesquisar sobre um produto é relativamente fácil em uma loja virtual, já que os itens são separados por categorias e cores, por exemplo. Ao contrário de um site, que, em alguns casos, organiza seus produtos em uma única página, na qual são dispostas todas as informações.

Já no e-commerce, todos os produtos têm sua própria página, na qual todas as características são informadas, bem como a forma de utilização do produto e alguns depoimentos dos clientes. Esse tipo de estratégia facilita a escolha por parte dos consumidores.

Como utilizar um site ou uma loja virtual?

Se você chegou até aqui, provavelmente entendeu quais são os principais pontos que cada plataforma oferece, mas, deve estar se perguntando em qual caso utilizar cada uma delas, certo? A resposta dependerá de quais serão as suas necessidades e as dos seus consumidores.

Supondo que você tenha uma indústria e, pelas estratégias definidas internamente, não queira vender seus produtos pela Internet. O mais indicado para essa situação é utilizar um site institucional, desde que disponha de:

  • um blog: para a postagem das atualizações sobre os produtos, de forma a educar a sua audiência e atrair mais clientes;
  • uma página de contato: para que os interessados em seus produtos possam buscar mais informações;
  • uma página sobre os produtos: para que os interessados possam ter mais informações sobre os itens e sobre como adquiri-los.

Já no caso de uma loja ou de uma indústria que deseja vender seus produtos pela Internet, a loja virtual será a mais indicada, pois, a automatização dos processos de venda e o controle de estoque ajudarão o empreendedor a aumentar, assim, seus lucros.

As diferenças entre site e loja virtual podem ser muitas, mas, ambas as plataformas têm o mesmo objetivo: gerar vendas. O site poderá ser o local no qual você fará a divulgação dos produtos e serviços, mas sem realizar vendas dos produtos no meio digital, enquanto a loja virtual poderá ser utilizada para fazer a divulgação dos produtos e, ao mesmo tempo, realizar as vendas sem a necessidade de solicitar um orçamento.

Gostou do nosso artigo? Quer ter acesso a mais conteúdos como este? Então continue a visita ao nosso blog e entenda o que é um e-commerce! Vamos lá!

Categorias: Dicas

3 comentários

Saiba quais são as tendências do comportamento do consumidor para 2018 - Blog Idealize Tecnologia · 23/01/2018 às 10:46

[…] usuário que comprou um tênis em uma loja virtual, e não consegue atendimento pelo call center e nem pelo estabelecimento físico, se sentirá […]

Funil de vendas: como usar em seu e-commerce e aumentar as vendas? - Blog Idealize Tecnologia · 30/01/2018 às 10:31

[…] geralmente interessados em algum produto ou serviço que você oferece) em compradores de sua loja virtual. Quando as três etapas do funil são bem planejadas e conectadas, o processo de conversão de […]

Presença digital: potencialize o relacionamento com seus clientes - Blog Idealize Tecnologia · 02/02/2018 às 09:36

[…] presença digital significa mais do que simplesmente possuir um website na rede. Até porque, hoje em dia, toda marca tem um website — ou, pelo menos, deveria ter. […]

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: