5 desvantagens das plataformas open source e gratuitas em e-commerce

5 desvantagens das plataformas open source e gratuitas em e-commerce

Entender as desvantagens da plataforma gratuita de e-commerce evitará que você batalhe na hora de desenvolver e administrar o site da sua loja virtual.

Muitas vezes, os empreendedores querem pegar o caminho que parece mais fácil e barato, sem conhecer os detalhes que podem fazer disso um obstáculo aos negócios.

Neste post, você vai descobrir os motivos de não ser vantajoso ir por essa trilha e aprender como fazer decisões acertadas no momento de escolher a sua plataforma de e-commerce. Então, preparado? Tenha uma ótima leitura!

1. Segurança

Primeiramente, você precisa saber o que é uma plataforma gratuita de e-commerce no modelo open source antes de entender o porquê de ela não ser tão segura assim.

Softwares open source são programas de código-fonte aberto que permitem sua livre configuração e adaptação de acordo com a habilidade do programador dentro dos limites que aquela ferramenta oferece.

Esses programas são desenvolvidos por um time de profissionais que trabalham de forma colaborativa e lançam esses produtos gratuitamente a fim de contribuir para a área em que atuam. A partir daí, lançam também atualizações com novos códigos-fontes capazes de serem alterados.

O item segurança pode ficar comprometido justamente pela abertura do código-fonte e a ausência de um sistema de proteção maior, que pode sair caro financeiramente e exigir que você migre sua plataforma para ser atendida por essa rede de proteção.

Vale ressaltar que não estamos afirmando que plataformas gratuitas de e-commerce no modelo open source são sempre inseguras, mas sim que você deverá contar com alguém que domine essa linguagem e ficar atento a todos os detalhes que citamos aqui para ter tranquilidade com a sua loja virtual. Lembre-se que os clientes fornecerão dados pessoais e da conta bancária no momento da compra, algo que exige completo sigilo, seja no ambiente virtual ou fora dele.

2. Layout

O layout, ou seja, a aparência e funcionalidade do seu site, é um dos itens de maior peso na experiência do usuário. Afinal, ninguém quer permanecer em uma página que não seja atrativa e de fácil navegação.

Ao mesmo tempo em que os programas open source oferecem a oportunidade de personalizar o seu site — e isso poderia ser vantajoso —, existe também aí a questão da necessidade de dominar essa linguagem.

Sendo assim, caso você não domine, é bem provável que fique refém de templates — modelos e estruturas predefinidas — que podem não atender os seus objetivos, tampouco os dos clientes.

Se você não entende de programação, nem possui um parceiro de negócios capaz de desenvolver isso, o melhor caminho é contar com uma empresa especializada em e-commerce para dar a você o devido auxílio.

3. Navegação

Outro quesito imprescindível na experiência do usuário e que pode ser determinante no sucesso da sua loja virtual, é a rapidez da navegação. Páginas que demoram a carregar ou mesmo que apresentam falhas espantam os consumidores tanto pela falta de tempo e paciência quanto pela desconfiança de que estão em um site amador.

No modelo open source é preciso habilidade profissional para poder desenvolver algo que funcione devidamente e na mesma qualidade dos grandes sites que vemos por aí. Pequenos erros podem levar uma página a não carregar corretamente ou mesmo demorar mais que o necessário para isso.

Novamente, a melhor opção para não ficar à mercê da própria falta de domínio sobre essa ferramenta é contar com quem conhece de e-commerce e deixar que façam isso para você.

4. Hospedagem

Em uma plataforma gratuita de e-commerce, a responsabilidade pela criação e gestão do seu site fica toda na sua mão. Isso significa que você terá que buscar também o melhor servidor para hospedar a sua loja virtual.

Pense que a hospedagem determinará o local e a forma na qual a gestão dos códigos-fontes e demais elementos constituintes do seu site estarão. Se você não conhece os critérios de escolha para determinar onde hospedar a sua loja virtual, é melhor que recorra a quem conhece do assunto.

Conforme expomos na introdução, nem sempre o caminho mais barato será o mais fácil. Na verdade, se não tomar cuidado, poderá transformar algo que é gratuito em uma grande dor de cabeça! Pense bem!

5. Especialização

A essa altura já está bem claro que plataformas open source e gratuitas em e-commerce são para aquelas pessoas que dominam essa linguagem e não terão que depender de terceiros para criar, desenvolver e implantar o site no mercado.

Por mais nobre que seja a ideia de compartilhar gratuitamente uma produção vinda das mãos de especialistas da área, que se preocupam em ajudar e atuar de maneira colaborativa, isso acaba valendo apenas para quem tem o mesmo nível de conhecimento dos desenvolvedores.

Isso implica também que você terá que acompanhar de maneira constante as atualizações dos códigos-fonte da sua plataforma, já que no mundo digital as coisas mudam muito rápido. Assim, se você não estiver atento a isso poderá ter um site obsoleto e que oferece pouca ou até mesmo nenhuma segurança ao usuário.

O tempo que o empresário poderia investir na elaboração de estratégias para vendas, marketing, escolha de mais produtos e busca de novos fornecedores, só para citar alguns exemplos, acaba escoando pelas mãos. Então, o barato acaba na realidade sendo caro no momento de fazer o e-commerce crescer.

Uma empresa especializada em desenvolvimento de e-commerce poderá oferecer as melhores soluções para você, sem que tenha que estar o tempo todo preocupado em como continuará aprimorando a sua loja virtual. Até porque você precisa de tempo e energia para focar em estratégias de negócio que vão além de questões de programação. Tendo a mente e o tempo livre para isso poderá também alcançar melhores resultados.

Evite soluções aparentemente fáceis, mas que poderão trazer problemas mais à frente. Hoje, na internet, existem muitas promessas milagrosas por caminhos que podem ser tortuosos para quem não tem domínio sobre aquele terreno. Ter consciência disso evitará que você tenha problemas desnecessários com o site do seu negócio.

Aproveite bem as informações sobre plataforma gratuita de e-commerce dadas neste post para ir mais longe e desenvolver sua loja virtual com segurança, eficiência e assertividade. Os seus clientes ficarão satisfeitos e o seu tempo e o seu bolso também!

Se gostou de conhecer as 5 principais desvantagens das plataformas open source e gratuitas em e-commerce e quer encontrar soluções mais eficazes para o seu negócio, entre em contato conosco agora mesmo!

Leave a reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>